Newsletter
Ao te inscreveres-te na nossa newsletter, serás o primeiro a ter acesso às nossas exposições, salas de visualização online, trabalhos disponíveis, eventos e muito mais.

    Sonatas and Interludes
    25 NOV 2017 – 23 FEV 2018

    Rui Valério apresenta na KUBIKGALLERY a exposição individual Sonatas and Interludes. Sonata, do latim sonare, peça musical para ser interpretada instrumentalmente e interlúdio, no sentido musical de pausa ou ponte são conceitos que o artista recria ao agir sobre a representação escrita do som, ou seja, agindo instrumentalmente sobre o formalismo do código de notação musical e o seu suporte, a pauta musical, símbolos de representação da música entendidos quase universalmente.

    É da exploração deste código e deste suporte que Rui Valério parte escrevendo o seu próprio caderno de composição. Sonatas and Interludes iniciou-se pela conceção de uma série de desenhos onde explora diferentes tipos de abordagem gráfica, recorrendo a diversos tipos de técnicas e materiais de uma forma que evita a noção convencional de desenho e da escrita – o resultado do gesto. Estes desenhos, todos desenvolvidos em folhas de pauta musical são propositadamente espartilhados pela presença da própria grelha gráfica da pauta. É por adição de elementos ou pela desconstrução da própria estrutura da pauta que se desenvolve um processo de composição – que se pode interpretar duplamente – tanto no sentido de obra visual como no sentido de obra musical suscetível de ser tocada.

    No espaço da galeria este conceito redimensiona-se, não só porque se adapta ao espaço arquitetónico em obras site specific, como porque o espaço é ocupado como se de uma pauta se tratasse, com as suas marcações e vazios. A transposição sinestésica do visual para o sonoro assume-se como o ponto de partida conceptual que define a totalidade dos trabalhos – os desenhos e instalações que compõem a exposição e, simultaneamente permitem afirmar que a exposição é toda ela resultado dum processo de composição.

    Texto de Joana B. Coelho / Rui Valério

    Rui Valério (1969, Lisboa, Portugal)

    Vive e trabalha em Lisboa e Évora: desenvolve um percurso artístico com regularidade desde 1997 e leciona no Departamento de Artes Visuais da Universidade de Évora desde 2001.Concluiu a licenciatura em Belas Artes – Pintura em 1998, o Mestrado em Artes Visuais Intermédia na Universidade de Évora em 2008 e o doutoramento em Belas Artes – Multimédia em 2016. Participou em exposições coletivas das quais se destacam: “Anatomias Contemporâneas”, Fundição de Oeiras, Oeiras, 1997; “O Império Contra Ataca”, ZDB, Lisboa 1998; “7/10”, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2001; ‘Expect the World,’ Parkhaus Treptow, Berlim, 2002 e ‘Where Are You From?’, Faulconer Gallery, Grinnell, Iowa, 2008. Realizou diversas exposições individuais das quais de destacam: “Historia De La Musica Rock”, CAMJAP, Lisboa, 2003; “LP”, Appleton Square, Lisboa, 2007, “Remix”, Galeria Marz, Lisboa 2011 e “Sabotage” na galeria Graça Brandão, 2013. Está representado em diversas coleções privadas e na coleção CAMJAP.